Make your own free website on Tripod.com
PROGRAMA III

ROTEIRO 2

LEI DIVINA OU NATURAL
CONHECIMENTO E DIVISÃO DA LEI NATURAL

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
1) Citar o mecanismo que propicia ao homem o conhecimento da Lei Natural.
2) Enumerar as qualidades necessárias ao homem para ser revelador da Lei de Deus.
3) Fornecer a divisão das Leis Morais, caracterizando a mais importante.

IDÉIAS PRINCIPAIS
O conhecimento da lei natural ou divina é dada ao homem através das reencarnações sucessivas. "(...) Todos podem conhecê-las, mas nem todos a compreendem. Os homens de bem e os que se decidem a investigá-las são as que melhor a compreenderão. Todos', entretanto, a compreenderão um dia, porquanto forçoso é que o progresso se efetue." (02)
Os "Espíritos Superiores encarnam com o fim de fazer progredir a humanidade." (05)
"(...) o verdadeiro missionário de Deus tem de justificar, pela sua superioridade, pelas suas virtudes, pela grandeza, pelo resultado e pela influência moralizadora de suas obras, a missão de que se diz portador.(...)" (01)
São Leis Morais as de : adoração, trabalho, reprodução, conservação, destruição, sociedade, progresso, igualdade e liberdade, e a de justiça, amor e caridade.
"(...) A última lei é a mais importante, por ser a que faculta ao homem adiantar-se mais na vida espiritual, visto que resume todas as outras." (05)

FONTES DE CONSULTA.

Básicas

01 -KARDEC ,Allan. O Livro dos Espíritos. Trad. de Guillon Ribeiro 57 ed. Rio de Janeiro ,FEB , 1983, perg. 111
02 -Op. citada , perg. 112
03 -Op. citada , perg. 614
04 -Op. citada , perg. 615
05 -Op. citada , perg. 617

Complementares

06 -CALLIGARIS, Rodolfo. As leis Morais .2 ed. Rio de Janeiro , FEB , 1983 , pg. 09
07 -Op. citada , pg. 11
 

CONHECIMENTO E DIVISÃO DA LEI NATURAL

O conhecimento da Lei Divina ou Natural faz parte do progresso espiritual do homem e ocorrerá após incontáveis reencarnações ; em uma só existência é totalmente impossível tal aprendizado.
Por outro lado , não basta que apenas nos informemos a respeito da existência dela . É necessário que a compreendamos no seu verdadeiro sentido para que possamos vivencia-la . "(...) Todos podem conhece-la , mas nem todos a compreendem . Todos , entretanto , a compreenderão um dia , porquanto é forçoso que o progresso se efetue .
A justiça das diversas encarnações do homem é uma conseqüência deste princípio , pois que , em cada nova existência, sua inteligência se acha mais desenvolvida e ele compreende melhor o que é bem e o que é mal . (...)"(2)
"(...) A verdade (...) ,para que seja útil , precisa ser revelada de conformidade com o grau de entendimento de cada um de nós . Daí não ter sido posta , sempre , ao alcance de todos , igualmente dosada . (...)
Kardec , instruído pelas vozes do Alto , diz-nos que em todas as épocas e em todos os quadrantes da Terra , sempre houve homens de bem (profetas) inspirados por Deus para auxiliarem a marcha evolutiva da Humanidade. (...)"(6)
Os profetas , legisladores e sábios tem sido os maleáveis instrumentos de que se utilizou o Pai Amantíssimo através dos tempos , afim de que o homem , no ergástulo carnal , pudesse encontrar a rota segura para atingir o reino venturoso que o espera .
Dentre todos , porém , foi Jesus o protótipo da misericórdia divina , " o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem , para lhe servir de guia e modelo . (...)
Modelo a ser seguido , ensinou pelo exemplo e pelo sacrifício , selando em testemunho supremo a excelência do seu messianato amoroso , através da doação da vida, incitando-nos a incorporar no dia-a-dia da existência a irrecusável lição de seu auto-ofertório santificante . (...)(8)
Estes profetas , sábios e legisladores que Deus enviou (e envia) à Terra "são Espíritos Superiores , que ,encarnam com o fim de fazer progredir a humanidade".
(3) São Espíritos missionários que podem até falir na missão que abraçaram por força da influência da matéria "(...) todavia , como eram , afinal , homens de gênio , mesmo entre os erros que ensinaram grandes verdades muitas vezes se encontram". (4) No entanto , vale a pena considerar que grandes missões são confiadas ao Espírito com os quais a possibilidade de falência é muito reduzida. São Espíritos que já possuem uma certa bagagem espiritual , que vivenciaram inúmeras experiências e que , ao se comprometerem com tal ou qual tarefa , a ela se dedicam em regime de intensa preparação antes de mergulharem na existência corporal " (...) . Por isso , para essas missões são sempre escolhidos Espíritos já adiantados , que fizeram suas provas noutras existências , visto que , se não forem superiores ao meio em que tem de atuar , nula lhes resultaria a ação.
Isto posto , haveis de concluir que o verdadeiro missionário de Deus tem de justificar-se pela sua superioridade , pelas suas virtudes , pela grandeza , pelo resultado e pela influência moralizadora de suas obras , a missão de que se diz portador.
Tirai também esta conseqüência se pelo seu caráter , pelas suas virtudes , pela sua inteligência , ele se mostra abaixo do papel com que se apresente , ou da personagem sob cujo nome se coloca , mais não é do que um histrião (*) de baixo estofo , que nem sequer sabe imitar o modelo que escolheu.
Outra consideração ; os verdadeiros missionários de Deus ignoram-se a si mesmo , e em sua maior parte desempenham a missão a que foram chamados pela força do gênio que possuem , secundado pelo poder oculto que os inspira e dirige a seu mau grado , mas sem desígnio premeditado.
Numa palavra , os verdadeiros profetas se revelam por seus atos , são advinhos , ao passo que os falsos profetas se dão , eles próprios , como emissários de Deus. O primeiro é humilde e modesto , o segundo , orgulhoso e cheio de si , fala com altivez e , como todos os mendazes (*) , parece sempre temeroso de que não lhe dêem crédito. (...)"(8)
As leis morais são uma subdivisão da Lei Divina ou Natural . " São de todos os tempos as leis morais da vida , estabelecidas pelo Supremo Pai.
Invioláveis , constituem o roteiro de felicidade pelo rumo evolutivo , impõem-se , paulatinamente , à inteligência humana achando-se estabelecidas nas bases da harmonia perfeita em que se equilibra a Criação. (...)" (7)
As leis morais que a Codificação Kardequiana expressa , são as seguintes: (...)leis de adoração , trabalho , reprodução , conservação , destruição , sociedade , progresso , igualdade , liberdade e por fim a de justiça , amor e caridade. (...)
A última lei é a mais importante , por ser a que faculta ao homem adiantar-se mais na vida espiritual , visto que resume todas as outras . " (5)
 

GLOSSÁRIO.

Ergástulo cárcere , prisão , masmorra
histrião bobo , saltimbanco , palhaço , homem vil que se expõe em publico de modo grosseiro e ridículo
mendazes mentirosos , falsos
estofo classe social, laia, condição moral, jaez, feitio.